Receita de paçoca de carne do sol, a farofa nordestina
Receita de paçoca de carne do sol, a farofa nordestina

Aprenda a preparar essa farofa nordestina, cheia de sabor, que é o acompanhamento perfeito para as suas refeições do seu dia-a-dia.

No nordeste, o nome “paçoca” vai muito além da sobremesa doce. Lá, também consideramos a paçoca como uma farofa amanteigada, com carne, verduras e muito crocante.

E, agora que estamos tão próximos da data, nada mais justo do que aprender algumas comidas típicas das festas mais esperadas do ano: o São João.

Em época de festas juninas, sempre vamos às quermesses do bairro para curtir e experimentar comidas diferentes. Lá, encontramos o curau, a canjica, o arroz doce, o quentão, pé-de-moleque e… a paçoca. A paçoca nordestina tem os dois viés: a doce e a salgada. 

A doce, todo mundo já conhece e inclusive é vendido em várias lojas, como produto industrializado, fazendo parte do acompanhamento de bolos e brigadeiros. Mas você sabia que também existe a salgada?

No nordeste a paçoca salgada, é um tipo de farofa preparada com manteiga de garrafa e carne-de-sol. O acompanhamento perfeito para um arroz branquinho e uma tigela bem gostosa de vatapá quentinho.

Então, vamos parar de falar sobre ela e aprender logo a preparar, porque eu já estou ficando cheio de fome!

 

Diferença entre as carnes

Entendemos que nem todos os lugares do Brasil tem acesso à carne-de-sol, portanto, você pode substituir por carne seca ou de charque

A diferença entre a carne-de-sol, a carne-seca e a de charque, é o processo de cura e armazenamento. 

A carne-de-sol, faz jus ao nome. Ela é curada e deixada ao sol para secar, portanto, menos salgada e não necessita de dessalga para algumas receitas.

A carne-seca é curada industrialmente e, por isso, ela mais salgada que as outras e precisa ficar de molho para ser utilizada.

A charque é curada na fábrica, mas não tem o processo 100% industrial, possuindo uma parcela de manuseio humano. Apesar de menos salgada, ela também precisa ser dessalgada.

Ingredientes para preparar a paçoca de carne do sol

  • 1kg de carne do sol
  • 1 cebola cortada em cubos
  • 3 dentes de alho amassados
  • 1 pimentão cortado em cubos
  • 1 tomate cortado em cubos
  • um maço de cheiro-verde nordestino (coentro e cebolinha)
  • Farinha de mandioca, à gosto
  • 2 colheres de manteiga de garrafa

Nota: Você pode encontrar a manteiga de garrafa em “casas do norte”, que possui lojas espalhadas por todo o Brasil. Mas, se o acesso for limitado, você pode substituir por manteiga normal. Apenas evite a margarina. 

Instruções de preparo

Apesar da carne-de-sol não ser tão salgada quanto os outros tipos, ela ainda precisa ser dessalgada para esta farofa. Deixe-a de molho por volta de 3 horas e faça a troca de água 2 vezes nesse tempo, para que ela perca boa parte do sal.

Após o processo de dessalga, corte a carne em cubos ou desfie (a carne-de-sol tem facilidade de ser desfiada). Se preferir, pode moê-la em um multiprocessador.

Em uma panela, aqueça a manteiga de garrafa e adicione a carne para que ela adquira o sabor. Mexa sem parar, até que a carne solte os aromas de carne assada. 

Adicione o pimentão, a cebola, o tomate e o alho e refogue um pouco mais.

Quando estiverem bem refogados, adicione a farinha de mandioca à gosto e finalize com cheiro-verde picadinho. 

Nota: Quanto mais farinha você adicionar, menos molhadinha ficará sua paçoca.

Aprenda também a preparar o Bife no ponto perfeito.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui